Volume
Redes
Sociais
B
Padre é condenado em SC a 33 anos de prisão por estupro de vulneráve
09/05/2018 - 9h11 em Novidades
O padre Marcos Roberto Ferreira, preso em junho de 2017 quando era suspeito de abusar de crianças em São Francisco do Sul,  foi condenado na última segunda-feira (7), em primeira instância, a 33 anos, dois meses e seis dias de prisão em regime fechado por estupro de vulnerável. 


O sacerdote, de 37 anos, teve prisão temporária decretada após investigação da Polícia Civil e foi preso na casa da mãe dele no bairro Jardim Paraíso, em Joinville, ainda no ano passado.


Marcos atuava na Paróquia Santa Paulina, na praia de Ubatuba, no Norte de Santa Catarina e foi afastado do sacerdócio ainda no ano do crime. Ele está preso desde então na Unidade Prisional Avançada (UPA) de São Francisco do Sul e deve ser intimado nas próximas horas. 


O crime veio à tona no fim de maio de 2017, quando uma das vítimas, que segundo o inquérito tinham entre 12 e 17 anos na época do ocorrido, conseguiu mandar uma mensagem por celular para os pais contando os abusos. O padre é acusado de molestar as crianças e adolescentes na casa paroquial da igreja do Sagrado Coração de Jesus.

Fonte: Gaúcha ZH

COMENTÁRIOS